Revista ABCCMF
  Edição Atual
  Edições Anteriores
  Orientações/Envios de   Artigos
 
 
 
 
 
 

Brazilian Journal of Craniomaxillofacial Surgery
Revista Oficial da Associação Brasileira de Cirurgia Crânio-maxilo-facial.
Volume 7
Número 2   Dezembro/2004
TÍTULO
Cranioplastia com implante de metilmetacrilato
AUTOR
CÁSSIO EDUARDO RAPOSO DO AMARAL, CARLOS LEONARDO COSTA PEREIRA, JULIANA AJUB, RENATA MARIOTTO, GUILHERME ABUD LAPIN, QUEILAN CHAGAS , MARCELO CAMPOS GUIDI

RESUMO

Os implantes de metilmetacrilato têm sido utilizados tanto na cirurgia estética, para harmonizar o contorno facial, como nas reconstruções craniofaciais em pacientes sindrômicos com Crouzon e Apert.
Atualmente, reconhece-se que os materiais aloplásticos fazem parte do arsenal do cirurgião craniofacial, facilitando o procedimento cirúrgico,
com baixo índice de complicações. Apresentaremos os resultados de cinco dos nossos pacientes, vítimas de seqüela de trauma craniano, submetidos a cranioplastia com metilmetacrilato.

Descritores Metilmetacrilatos. Anormalidades craniofaciais, cirurgia.
TÍTULO Hemiatrofia facial progressiva: síndrome de Romberg
AUTOR JOÃO JUSTINO ACCCIOLI VASCONCELOS, ZULMAR ANTONIO ACCIOLI DE VASCONCELLOS, LUIS GUSTAVO F. SILVA, JORGE BINS ELY, RODRIGO D‘EÇA NEVES5, RODRIGO VIEIRA
RESUMO A hemiatrofia facial progressiva (Síndrome de Romberg) confere aspectos físicos característicos aos seus portadores, estes normalmente desenvolvem-se em adultos jovens e têm a sua evolução no curso de dois a 10 anos. Dentre as muitas formas de tratamento encontradas, destaca-se como sendo a mais efetiva e duradoura a técnica na qual
se faz uso de um retalho livre microcirúrgico para correção de seu aspecto estético. Este relato tem como finalidade demonstrar o tratamento realizado em dois casos de pacientes portadores desta doença e atendidos no Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário da
Universidade Federal de Santa Catarina.
Descritores Assimetria facial, cirurgia. Hemiatrofia facial, cirurgia. Retalhos cirúrgicos.
TÍTULO Utilização técnica de Labbè para reanimação da região perioral no tratamento da paralisia facial
AUTOR LUIS GUSTAVO F. SILVA, JOÃO JUSTINO ACCIOLI VASCONCELOS,
ZULMAR A.VASCONCELOS ACCIOLI3, RODRIGO D’EÇA NEVES, JORGE BINS ELY5, ANDRÉ DE MIRANDA GOMES
RESUMO A paralisia facial permanente traz uma das seqüelas estéticas e funcionais mais graves encontradas na cirurgia plástica. Com o passar do tempo, o processo de atrofia muscular se instala, sendo necessária a utilização
de transplantes musculares ou a reanimação dinâmica com músculos regionais. Em 2000, Labbè2 descreveu sua técnica, onde faz a reanimação dinâmica com o músculo temporal, sem a necessidade de utilizar enxertos fasciais, como nas técnicas descritas anteriormente.
O Núcleo de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Dr. Polidoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina utilizou esta
técnica no tratamento de uma paciente vítima de paralisia facial, o qual será relatado, assim como os detalhes da técnica.
Descritores Descritores: Paralisia facial, cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Músculo temporal, transplante.

 

 


 


 
Copyright 2003 ABCCMF